Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Artimanhas do Diabo

Artimanhas do Diabo

SOBERANA DA ILHA

86178-Funchal.jpg

Não vês

Caminhante severo

Mas superficial

Como podemos serenar a marcha

E olhar mais o que nos rodeia

Quando vemos alguém a contemplar

E a desfrutar do silêncio

Sentado numa árvore gigantesca

Secular

A querer-nos dizer

Como se deve encarara a vida?

Rodeada de uma multidão esverdeada

Que se arrebita ao olhar de quem a sabe observar 

Como os olhos desta mulher

Vigilante e serena mulher

De vestido preto

Ajustado ao corpo

Que até

Se desapossou da sua sombra

Fundindo-a

Com a das árvores gigantescas que a circundam

Que serenam na sua habitual convivência

Agitadas pelos silvos de Éolo

Perante tão plácida mulher

Que não se deixa atenuar

Pelos que os outros dizem

Mas pelo que o seu coração lhe diz…

Ao longe

Mas logo ali

Construções

Que vão crescendo no meio da floresta

Que pouco a pouco

Invadem a pacatez do bosque

Acabam por confundir e expulsar as aves

Cada vez mais longínquas

Remetidas aos pináculos mais sombrios da ilha;

Mas lá longe

A cidade,

Decerto o Funchal,

Se anuncia

Engalanado sempre todo o ano

Envaidecido

Pela sua fama internacional

Debaixo de uma neblina temporária 

Que lhe tira o brilho das suas cores

E lhe faz desabar os lamentos e as saudades de um dia solarengo,

Mas o vestido negro

Contrasta na mulher

Com o seu tom de pele alvadio

E que exala uma mocidade

Que parece querer fugir

Aos anos que a vida lhe dá

E por isso

A serenidade

A paciência

E a extrema bondade que exala

Cada um dos seus poros

Faz dela a soberana da ilha!

 

Grato à L. por me ter judado a escrever este post. 

    

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub